Excedente é aquilo que sobra, extrapola limites, estória é uma narrativa de ficção e uma fábula preserva coisas do imaginário. Organizando e revendo 10 anos de arquivos digitais diversos extraí alguns projetos e fixei alguns métodos de trabalho. Entre eles, uma série de fotografias intituladas Fábula.

Cada fábula possui um título específico e retrata uma cena que contrapõe a narrativa alegórica e pictórica da imagem à característica documental do suporte fotográfico.

Tragédia, a primeira imagem que separei nessa série, foi exposta como intervenção urbana no projeto Arte na Cidade. Um recorte com sete dessas fotografias formaram uma publicação impressa em volume único, vendida na 4 Feira da Baronesa – Curitiba/PR (2017).